Young Lights

O Young Lights começou como um projeto solo do vocalista Jairo “Jay” Horsth Paes, que nasceu em BH e cresceu nos EUA. Sob influência dos pais, cresceu em meio a música gospel das igrejas evangélicas americanas, onde aprendeu a tocar violão, bateria e a cantar. Já adolescente, e definitivamente envolvido com a música, conheceu o punk, hardcore e também o folk americano, uma de suas principais influências e talvez a principal marca do Young Lights. Bob Dylan, Radiohead e Bon Iver são algumas das referências ainda bastante reconhecidas no som da banda.

Em 2010, Jay voltou ao Brasil depois de 16 anos fora e deu início ao Young Lights como um projeto solo. Em 2013, lançou o primeiro EP, “An Early Winter”, e o disco “Cities” no ano seguinte. A partir de 2015, o que até então era um projeto solo que contava com as participações de músicos amigos tomou corpo e se transformou efetivamente em uma banda. A partir daí, o Young Lights passou por importantes palcos, incluindo o festival No Ar Coquetel Molotov (Recife), Meca Inhotim (MG), Picnik (Brasília) e SIM – Semana Internacional da Música de São Paulo. Seu segundo disco, homônimo, foi considerado um dos melhores de 2017 por alguns dos maiores sites do Brasil, como Popload e Tenho Mais Discos Que Amigos.

Ao vivo


 
PRINCIPAIS SHOWS

– Festival No Ar Coquetel Molotov @ Recife/PE (com BaianaSystem, Karol Conká, Rakta)
– Meca Inhotim @ Inhotim/MG (com Elza Soares, Cordel do Fogo Encantado, Alice Caymmi)
– Festival Picnik @ Brasília/DF
– Semana Internacional da Música de São Paulo
– Festival Breve 2018 e 2017 @ BH/MG (com Caetano Veloso, Mano Brown, Novos Baianos)
– Festa de 10 anos da Fósforo Cultural @ Goiânia/GO
– Festival Viva @ BH/MG (com Boogarins, Câmera, Dibigode)
– Festival Transborda @ BH/MG (com Far From Alaska, Iara Rennó, Djonga)
– Sonâncias @ BH/MG (com Baleia, Câmera, Banda Gentileza)
 

 
NA IMPRENSA / CITAÇÕES:

“a Young Lights faz de seu próximo disco, o segundo, um dos mais esperados do ano no indie brasileiro.”
LÚCIO RIBEIRO (POPLOAD)
“… vagarosa e contemplativa, com o violão e vocal de Jairo quase remetendo aos primórios do Coldplay, quando Chris Martin ainda sabia o que estava fazendo”.
MOVE THAT JUKEBOX
“projeto de folk belíssimo meio mineiro meio americano”
ROCK IN PRESS
“O segundo disco dos mineiros do Young Lights é um grande presente de fim de ano para os amantes de folk/rock alternativo. Uma grata e imersiva surpresa”
HITS PERDIDOS

produção

Cidade de origem: Belo Horizonte / MG
Contato: younglights@quente.org.br / (31) 98491-3479