leonardo marques

Leonardo Marques é um músico e produtor prolífico. Além de integrar o Transmissor (um dos principais representantes da música independente feita em Minas nos últimos anos), é um dos criadores do selo belga-mineiro La Femme Qui Roule, mantém o estúdio Ilha do Corvo e possui uma carreira solo na qual mescla a tradição melódica da música mineira com o indie e o folk lo-fi contemporâneos. Isso, sem contar o histórico como guitarrista do Diesel (posteriormente chamado Udora), uma das principais bandas de rock alternativo que já existiram no Brasil. Também é colaborador da banda baiana Maglore, com a qual se apresentou em festivais como o Lollapalooza e produziu o elogiado disco III, presente em diversas de listas de melhores do ano em 2015.

Curvas, Lados, Linhas Tortas, Sujas e Discretas é seu segundo disco solo, lançado em fevereiro de 2015, sucessor do elogiado Dia e noite no mesmo céu, de 2012. Assim como no disco anterior, Leo executou todos os instrumentos, exceto a bateria (à cargo de seu companheiro de Transmissor, Pedro Handam).

A ponte Minas / Los Angeles é conceitual e geográfica. Além de se deslocar entre os dois locais por anos, musicalmente o trabalho de Leonardo Marques é fruto da mistura da sensibilidade indie folk de Elliot Smith e daquele romantismo melancólico característico de Milton Nascimento, Lô Borges e seu Clube da Esquina. Os timbres e o amor pelos processos analógicos dialogam com a psicodelia sessentista e o pop retrô, fazendo com que suas curvas e linhas tortas se transformem em uma viagem que distorce o tempo e absorve o ouvinte.


PRINCIPAIS SHOWS

– Turnê no Japão
– Festival Pequenas Sessões @ BH/MG
– Conexão Vivo @ BH/MG
– Abertura do lançamento do disco “Júpiter”, do Silva @ BH/MG
– Festival La Femme Qui Roule @ Galpão Cine Horto – BH/MG
– Granfinos (com Jair Naves) @ BH/MG
– Sesc Palladium @ BH/MG

NA IMPRENSA / CITAÇÕES:

“É por ter a capacidade de viajar livremente em nosso imaginário mais íntimo que Leonardo Marques estréia com um trabalho já considerado por muitos como um dos melhores do ano.”
JARDIM DA MPB
“jogo de ping-pong musical entre Belo Horizonte e Los Angeles rende um álbum emocional que ainda destaca um belo trabalho gráfico”
SCREAM & YELL
“melhores músicas de 2012”
ROCK IN PRESS


produção

Cidade de origem: Belo Horizonte / MG
Contato: contato@quente.org.br / (31) 98491-3479